• Cesta de Orçamento

    Sua sacola está vazia

As diferenças entre os principais tipos de vinho

0 comentarios 03 de Novembro, 2021 Por Km Brindes
     O vinho é uma bebida consumida pela humanidade há mais de 6.000 anos, e sempre foi muito presente no dia a dia de diversas civilizações ao redor do mundo. Hoje o vinho é uma bebida ainda muito consumida no mundo e em diversas regiões do Brasil, principalmente em momentos especiais. Existem diversos tipos diferentes de vinhos, quanto à cor e sabor, e isso pode ser muito confuso para quem não é especialista no assunto. Por isso, esse post tem por objetivo ajudar a demostrar e explicar os diferentes tipos de vinho existentes (e dar algumas dicas de combinações deliciosas de vinhos com pratos específicos).

     As principais diferenciações dos vinhos podem ser divididas em cor, ou composição, e sabor. A cor envolve o tipo de uva utilizado (uvas escuras ou verdes), e o sabor envolve a classe das uvas (espécies que resultam em vinhos de maior ou menor qualidade) e possíveis aditivos ao vinho (açúcar ou conhaque, por exemplo). Esses tópicos serão esmiuçados agora.
 

Vinhos quanto à cor ou composição


Tinto: feito com uvas escuras (Cabernet Sauvignon, Malbec, Carmenère, Tannat, Merlot, etc.), é mais encorpado e possui pouco açúcar. Alguns podem ter pequenas quantidades de uvas verdes.
Branco: feito com uvas verdes (Chardonnay, Sauvignon Blanc) ou com a poupa de uvas escuras, apresentando cor clara e sabor frutado.
Rosé: feito com uvas escuras; adquire a cor rosada porque a uva amassada é separada da casca no processo de produção do vinho.
Espumante: este é feito com uvas brancas, gás carbônico e às vezes a uva tinta Pinot Noir em pequenas quantidades. Pode ser fermentado na garrafa (produtos mais nobres) ou em cubas de inox (produtos mais convencionais).
 

Vinhos quanto ao sabor


Seco: leva esse nome porque possui pouco açúcar (até cinco gramas por litro), sendo assim um vinho com gosto mais forte. É feito com uvas nobres, próprias para serem usadas em vinhos, e são considerados produtos finos. Por ser mais “puro”, possui sabor e aroma mais evidente.
Demi-seco/Meio doce: é um patamar intermediário entre seco e suave, geralmente composto por uvas que foram colhidas tardiamente. Apresenta entre cinco e vinte gramas de açúcar por litro.
Suave: chamado de “vinho de mesa”, é produzido com uvas de baixa qualidade para vinhos, e recebe adição de açúcar em sua produção. Possui a partir de 20 gramas de açúcar por litro de vinho (recebe o nome de “suave” justamente por ter um sabor bem adocicado).
Doce: é produzido com uvas nobres. Possui sabor adocicado natural da fruta, não recebendo adição de açúcar. O açúcar natural das uvas é mantido por meio de técnicas especiais.
Fortificado: este é o tipo mais caro de vinho entre todos esses abordados até agora. É chamado também de “vinho do Porto”. Seu processo de fermentação é muito rápido, mantendo a maioria de seu açúcar sem ser transformado em álcool. Depois de pronto, recebe um aditivo com o objetivo de aumentar o tempo de vida do vinho: o álcool, geralmente conhaque. Assim, o resultado final é um vinho que tem uma longa data de validade, feito de uvas nobres, doce naturalmente e com alto teor de álcool (quando comparado aos outros tipos).
 
     Diante de tantos tipos de vinho podemos ficar perdidos: qual tipo de vinho combina com a comida que mais gostamos? Fizemos uma lista dos sabores de vinhos e com o quê geralmente eles são consumidos, para te ajudar a tomar a melhor decisão:
 
Vinho Espumante: muito consumido em festas e celebrações, ideal para sobremesas, saladas, massas com molho branco e carnes leves.
Vinho Suave: ideal para ser degustado com pratos e carnes leves, petiscos e sobremesas.
Vinho Doce: combina com frutas, sobremesas, chocolate e outros doces.
Vinho Seco: ideal para ser consumido com carnes, salames e outros embutidos, pizza e queijos mais amarelos.
Vinho Fortificado: vai muito bem com sobremesas de chocolate meio amargo, bolos, sorvetes e frutas secas.
 

Regiões produtoras de vinho no Brasil


     Apesar do vinho ser um produto associado na maioria das vezes com países como França, Chile e Portugal, o Brasil possui uma grande produção de vinhos, alguns deles sendo até mesmo vinhos premiados. A vinicultura no Brasil está presente em diversas regiões, até mesmo no Nordeste. A seguir, destacam-se algumas das principais regiões:

Serra Gaúcha (RS): principal região da produção de vinhos do Brasil, detendo 85%-90% da fabricação nacional e possuindo algumas das vinícolas mais famosas do Brasil. Seus destaques são os espumantes e os vinhos tintos.
Serra do Sudeste (RS): uma região focada no plantio, com características de colinas suaves. As uvas colhidas lá são vinificadas em outras regiões do estado.
Campanha (RS): região próxima à fronteira com o Uruguai, possui alguns dos vinhedos mais antigos do Brasil e uma condição climática favorável para o desenvolvimento das uvas.
Campos de Cima da Serra (RS): região de uvas com aromas e sabores tipicamente concentrados e vinhos de alta qualidade, efeito causado pela maturação lenta e longa propiciada pelo clima local.
Planalto Catarinense (SC): local mais alto do Brasil destinado à produção de vinhos, produz vinhos tintos, brancos e espumantes mais encorpados.
Vale do São Francisco (BA/PE): mesmo a uva sendo uma fruta associada ao clima frio, com as devidas adaptações da plantação a região Nordeste vêm crescendo no mercado nacional de vinhos. Por causa do clima seco, as uvas aqui plantadas apresentam alto teor de açúcar, resultando em vinhos bem frutados. Os destaques vão para os vinhos espumantes e tintos.
Vinhos Paulistas (SP): nos últimos anos, o Estado de São Paulo também tem ganhado destaque nacional na produção de vinhos. Algumas das principais cidades produtoras são Espírito Santo do Pinhal, São Roque e Jundiaí.
 
     O mundo dos vinhos é muito vasto e cheio de possibilidades. Mas, uma coisa universal é que um bom vinho é sempre bem-vindo! Por ser um produto tão apreciado e fino, muitas empresas presenteiam seus Clientes e Colaboradores com kit vinho personalizado, um brinde que contém acessórios como abridores saca-rolhas, tampões, termômetros e mais! Confira nossas opções para sua empresa.
 
SHARE
ADICIONE UM COMENTÁRIO
Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*